Há quem diga que aprendemos muito com as crianças, que são a salvação para um mundo melhor. E é verdade! Mas não precisa ser pai para vivenciar esta transformação. Basta observá-las.

São ingênuas, não tem maldade, não mentem, são sinceras, não guardam rancor e perdoam com uma facilidade tremenda. Fazem amizades em questão de segundos. Não escolhem raça, cor, sexo, classe social.. basta um olhar, um sorriso e uma frase: “quer ser meu amigo?” Ou, “vamos brincar?”

E brincam, riem, correm, brigam, reatam, caem, se machucam, choram e se levantam porque esta relação e o tempo são preciosos demais para elas.

O mais impressionante de tudo é que já fomos assim um dia. Aí crescemos, deixamos o “sistema” invadir o nosso referencial, ditou regras e regredimos. Viramos “bichos bestas”.

Comente aqui!

Loading Facebook Comments ...

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*